Mídias locativas, jornalismo hiperlocal e arenas públicas

Antonio Francisco Magnoni, Giovani Vieira Miranda

Resumo


O presente texto sugere uma discussão sobre as reconfigurações pelas quais passa o campo do jornalismo a partir da inserção de tecnologias móveis e ubíquas e, mais especificamente, as mídias locativas e suas funções e serviços geolocalizados no dia a dia do cidadão. As análises servirão de preâmbulo para a discussão sobre o novo cenário hiperlocal no qual está inserido o processo de construção do jornalismo com direção para novos panoramas no meio digital e suas implicações em nível local. Para tanto, também será debatida a aproximação do jornalismo hiperlocal como arena pública; levando em consideração a ambiência da inclusividade, não-coerção e reciprocidade que dão potencial para a promoção de um espaço de debate entre múltiplas vozes da sociedade, sobre os mais diferentes assuntos; considerando um fluxo de informação que propicie a consolidação das opiniões públicas e o incentivo ao debate público em nível local.

Palavras-chave: Mídias locativas. Jornalismo hiperlocal. Arena pública. Comunicação local.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-5930.2018v11n1.40737

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA / CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES - PPGC/UFPB