CRIMINALIDADE NO BRASIL E SEUS ASPECTOS ECONÔMICOS NO PERÍODO 1990-2010: UMA ANÁLISE DE VETORES AUTORREGRESSIVOS PARA DADOS EM PAINEL – PVAR

Camila Mirella Santos de Oliveira, Camila Mirella Santos de Oliveira, Janaina da Silva Alves, Rodolfo Ferreira Ribeiro da Costa

Resumo


O presente artigo tem por objetivo investigar os efeitos dos aspectos econômicos sobre a criminalidade, para o período de 1990 a 2010, com a finalidade de verificar as principais causas para o aumento expressivo da criminalidade nos estados brasileiros. O estudo se baseará na teoria econômica do crime de Becker (1968). Para isto, serão utilizados os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM-DATASUS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Dessa forma, utilizou-se da técnica VAR Painel (PVAR), proposto por Holtz-Eakin et al.(1998). Os resultados obtidos pelo PVAR através das funções impulso-resposta e decomposição da variância revelam que, a renda domiciliar per capita e a incidência de pobres afeta negativamente as taxas de homicídios nos estados brasileiros. As evidências apontam que choques sobre o índice de Gini provocam reações positivas sobre as taxas de homicídios ao longo da série.
Palavras- Chaves: Criminalidade, Teoria do Crime, PVAR e Unidades de Federação.
Classificação JEL: C33, J11, R10.






ISSN 1517-9354




Este periódico está indexado nas bases: