Análise dos padrões XML e RDF para representação da Web sob a perspectiva da Ciência da Informação: um estudo preliminar

Janailton Lopes Sousa, Paulo George Miranda Martins, Rogério Aparecido Sá Ramalho

Resumo


A partir do desenvolvimento das tecnologias de informação novas possibilidades de representação foram incorporadas ao ambiente Web, entre os principais padrões desenvolvidos nas últimas décadas e que têm influenciado as práticas profissionais na área de Ciência da Informação pode-se destacar a linguagem eXtensible Markup Language (XML) e o Resource Description Framework (RDF). Ao longo dos últimos anos, tais tecnologias têm revolucionado a forma como manipulamos recursos informacionais, contudo, é possível observar que muitos profissionais da área de Ciência da Informação ainda possuem dificuldades em relação ao entendimento e utilização destes padrões. Neste sentido, este artigo apresenta uma pesquisa em andamento com o objetivo de descrever as principais características dos padrões XML e RDF, analisando os aspectos conceituais que fundamentam tais tecnologias sob a perspectiva da área de Ciência da Informação. Trata-se de um estudo teórico e exploratório, realizado mediante levantamento bibliográfico sobre a temática em questão, revisitando a literatura da área de Ciência da Informação e documentos técnicos publicados pelo W3C relacionados aos padrões analisados. Como resultados são apresentados sucintamente algumas das relações existentes entre os fundamentos que norteiam o desenvolvimento de tais padrões e conceitos da área de Ciência da Informação, no intuito de favorecer uma maior discussão desta temática a contribuir para o aprimoramento profissional em relação às novas tecnologias de representação.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNERS-LEE, T.; HENDLER, J.; LASSILA, O. The Semantic Web: a new form of Web content that is meaningful to computers will unleash a revolution of new possibilities. Scientific American. 2001. Disponível em: < https://www-sop.inria.fr/acacia/cours/essi2006/Scientific%20American_%20Feature%20Article_%20The%20Semantic%20Web_%20May%202001.pdf>. Acesso em: jun. 2017.

BRAGA, Gilda Maria. Informação, ciência da informação: breves reflexões em três tempos. Ciência da Informação, Vol 24, número 1, 1995.

BRAY, Tim et al. Extensible Markup Language (XML). W3C, 2006. Disponível em: < https://www.w3.org/TR/xml11/> Acesso em 27 out 2017.

BRICKLEY, Dan; Guha, RV. RDF Schema 1.1. W3C, 2014. Disponível em: Acesso em 27 out 2017.

CYGANIAK, Richard; WOOD, David, LANTHALER, Markus. RDF 1.1 Concepts and Abstract Syntax. W3C, 2014. Disponível em:< http://www.w3.org/TR/rdf11-concepts/ > Acesso em 27 out 2017.

FERREIRA, Jaider Andrade; SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa. O modelo de dados Resource Description Framework (RDF) e o seu papel na descrição de recursos. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.23, n.2, p. 13-23, maio/ago. 2013.

FURGERI, Sérgio. O papel das linguagens de marcação para a Ciência da Informação. TransInformação, Campinas, 18(3):225-239, set./dez., 2006.

GOÑI, J. L.; FERNANDES, M. C P.; LUCENA, C. J. P. de. E-Learning e a Web Semântica. Inf.MCC, PUC-RIO, v. 12, n. 02, jun., 2002.

LE COADIC, Yves – François. A Ciência da Informação. Brasília: Brinquet de Lemos, 1996.

LIMA Júnio César de; CARVALHO, Cedric Luiz de. Extensible Markup Language (XML). Relatório Técnico, Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás, 2005. . Disponível em: Acesso em 27 out 2017.

MARTINS, Paulo; RAMALHO, Rogério Aparecido Sá. Tecnologias semânticas: fundamentos para o entendimento do conceito de Linked Data. In: SEMINÁRIO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 7., 2017, Londrina...Anais...Londrina: UEL, 2017. p.1040- 1051. Disponível em: < http://www.uel.br/eventos/cinf/index.php/secin2017/secin2107/paper/view/483/329> Acesso em 27 out 2017.

MORENO, Fernanda Passini. Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos – FRBR: um estudo no catálogo da Rede Bibliodata. Dissertação (mestrado em Ciência da Informação),Brasília: UNB, 2006.

MORENO, Fernanda Passini; BRASCHER, Marisa. MARC, MARCXML E FRBR: relações encontradas na literatura. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.17, n.3, p.13-25, set./dez. 2007.

NOVELLINO, Maria Salet Ferreira. Instrumentos e metodologias de representação da informação. Inf.Inf., Londrina, v.1, n.2, p.37-45, jul./dez. 1996.

PALETTA, Francisco Carlos; MUCHERONI, Marcos Luiz. O desenvolvimento da WEB 3.0: Linked Data e DBPEDIA. PRISMA.COM (25) 2014, p. 73-90.

PICKLER, M. E. C. Web semântica: ontologias como ferramentas de representação do conhecimento. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 12. n. 1, p. 63-83, jan/abr. 2007.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro; LOUREIRO, José Mauro Matheus. Traçados e limites da ciência da informação. Ciência da Informação, Vol 24, número 1, 1995.

RAMALHO, R. A. S. Web Semântica: aspectos interdisciplinares da gestão de recursos informacionais no âmbito da Ciência da Informação. Dissertação (mestrado em Ciência da Informação)- Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista – UNESP, Marília, 2006.

SIQUEIRA, Marcos Antonio. XML na Ciência da Informação: uma análise do MARC 21. Dissertação (mestrado em Ciência da Informação)- Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista – UNESP, Marília, 2003.

SOUZA, Renato Rocha; ALVARENGA. Lídia A Web Semântica e suas contribuições para a ciência da informação. Ci. Inf., Brasília, v. 33, n. 1, p. 132-141, jan./abr. 2004.

W3C. World Wide Web Consortium. Web semântica: dados vinculados. 2015. Disponível em:< https://www.w3.org/standards/semanticweb/data.html >Acesso em 20 jun 2017.




DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.2358-3908.2018v5n1.38458

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os documentos disponibilizados por Informação & tecnologia foram licenciados por uma Licença Creative Commons - Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 3.0 Brasil

ISSN 2358-3908

Informação & Tecnologia está registrada e/ou indexada através dos seguintes serviços: