ÂNCORA Lança Nova Chamada para o seu Vol 5, N. 1, 2018

Dossiê Temático:

Jornalismo, Ciências Sociais e Humanas: intersecções e transversalidades

O campo reflexivo do jornalismo, ao longo da sua trajetória histórica, recebeu contributos fundamentais das áreas das ciências humanas e sociais, num debate que promoveu intersecções relevantes para a sua compreensão como um campo de conhecimento.

É certo que, nos últimos cinquenta anos, sobretudo no Brasil, com a ampliação dos cursos de graduação e pós-graduação na área, e o fortalecimento das redes de pesquisa, o campo jornalístico foi ganhando autonomia e especificidade sem, entretanto, abdicar do relevante espaço inter e multidisciplinar que o constituiu como campo de saber.

Na contemporaneidade, quando os processos de produção, distribuição e recepção/audiências jornalísticas são profundamente afetados pelo paradigma tecnológico, torna-se indispensável refletir acerca de tais processos, a partir de uma visada que possa incorporar os múltiplos conhecimentos e aportes das ciências humanas e sociais.

Ainda que em menor escala, Âncora tem acolhido alguns trabalhos que apontam para esse diálogo interdisciplinar entre o campo jornalístico e outras áreas, a exemplo da história e da fonoaudiologia. Nesse eixo-temático, pretendemos ampliar esse debate, na expectativa de recebermos produções que fortaleçam nosso intercâmbio com os campos da educação, educomunicação, psicologia social, entre outras áreas das ciências humanas que dialogam com o jornalismo.

Igualmente, o eixo-temático busca fortalecer intersecções entre o jornalismo e a história, campos interdisciplinares com mútua colaboração. História e jornalismo constituem-se em modos distintos de narrar? É certo que a história cuida das grandes narrativas, envolvendo grandes temporalidades lineares. O jornalismo, por sua vez cuida do presente, do agora. Notícia publicada, transforma-se, portanto, em documento para a história. Já a narrativa histórica serve como fonte para o trabalho do jornalista.

O que dizer então do profícuo campo das ciências sociais, onde o jornalismo contemporâneo reverbera em múltiplas pesquisas envolvendo sociedade, política, antropologia, entre tantas outras?

Esperamos pois, que nosso dossiê converta-se nesse espaço para o acolhimento de pesquisas, relatos e reflexões que venham possibilitar um debate significativo sobre esse conhecimento amplo e diversificado, com ênfase para a especificidade do jornalismo, em diálogo com outras áreas do conhecimento.

Para submissão dos artigos, o(a)s autore(a) devem atentar para as normas editoriais disponíveis no site da revista Âncora http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ancora/about/submissions#onlineSubmissions.

Formas de envio para este dossiê: submissão pelo sistema ou pelo email revistaancoraufpb@gmail.com até o dia 15 de Agosto de 2018. 

Âncora também recebe artigos em regime de fluxo contínuo, sobre as mais variadas temáticas que envolvem o campo jornalístico, na descrição das suas práticas, processos e produtos. revistaancoraufpb@gmail.com

 Diretrizes para autores(as)