Imagem para capa

AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DO CAPIM TIFTON 85 IRRIGADO COM ESGOTO DOMÉSTICO TRATADO

Carmem Cristina Mareco de Sousa Pereira, João Valdenor Pereira Filho, Francisco Marcus Bezerra Lima, Alexandre Reuber Almeida da Silva

Resumo


A pesquisa teve como objetivo avaliar a qualidade química e microbiológica da água e microbiológica do capim Tifton 85 fertirrigado com esgoto doméstico tratado utilizando o método de escoamento superficial. O delineamento experimental foi em blocos cazualisados, com cinco tratamentos (T1, água do poço 75% ECA + adubação; T2,água de esgoto, 150 kg Na ha-1 ano-1; T3, água de esgoto, 300 kg Na ha-1 ano-1; T4, água de esgoto, 600 kg Na ha-1 ano-1; T5, água de esgoto, 1200 kg Na ha-1 ano-1) e quatro repetições. As irrigações foram feitas em intervalos de 2 a 3 dias, logo após a leitura da evaporação do Tanque Classe A (75% ECA). Foram realizadas quatro coletas de amostras do capim, quando o mesmo atingia uma altura aproximada de 0,10 m do solo; duas no período chuvoso (38 dias); e duas no período de seco (32 dias). As analises de água foram realizadas periodicamente, seguindo a metodologia APHA (1995). E a metodologia aplicada nas análises microbiológicas do capim Tifton 85 foi a da APHA (2001). Com base nas análises microbiológicas realizadas no efluente, concluiu-se que são insignificantes os riscos de contaminação, por organismos patogênicos no manejo do capim Tifton 85. E as análises microbiológicas das amostras de capim Tifton 85 indicaram uma qualidade satisfatória.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v35i1.13056

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional