Imagem para capa

TEORES DE MICRONUTRIENTES NO SOLO E NO TECIDO FOLIAR DO MARACUJAZEIRO AMARELO SOB USO DE ATENUANTES DO ESTRESSE SALINO

José Lucínio de Oliveira Freire, Lourival Ferreira Cavalcante, Thiago Jardelino Dias, Murielle Magda Medeiros Dantas, Luciano Pacelli Medeiros Macedo, Thiago Anderson Oliveira de Azevedo

Resumo


O maracujazeiro amarelo tem relevante expressão socioeconômica no semiárido nordestino, não obstante o cultivo com águas salinas, que comprometem a sua produção. Este trabalho objetivou avaliar os teores de micronutrientes no solo e no foliar do maracujazeiro amarelo irrigado com água de baixa e alta salinidade, em solo sem e com biofertilizante bovino, sem e com cobertura morta. A pesquisa foi conduzida em delineamento de blocos casualizados, no arranjo fatorial 2 x 2 x 2, correspondendo a dois níveis de salinidade hídrica (0,5 e 4,5 dS m-1), com e sem biofertilizante bovino, com e sem cobertura morta. A irrigação do maracujazeiro amarelo com água de alto conteúdo iônico (4,5 dS m-1), conjuntamente com uso do biofertilizante bovino, aumentou os teores de boro, zinco e sódio no solo. No início da floração, a aplicação do biofertilizante bovino supriu, adequadamente, o maracujazeiro amarelo em cobre, manganês e zinco. A elevação da salinidade da água de irrigação reduziu os teores de manganês no tecido foliar das plantas. O biofertilizante bovino elevou os teores de sódio no tecido foliar do maracujazeiro amarelo, menos expressivamente nas plantas sob estresse salino. A cobertura morta, aplicada isolada ou concomitantemente com águas salinas ou biofertilizante bovino, não exerceu influência na absorção iônica de micronutrientes e sódio pelo maracujazeiro amarelo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v36i1.22814

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional