Viabilidade econômica da farinha do resíduo de tucumã na alimentação de frangos de corte

Ana Paula Guimarães Cruz Costa, Frank George Guimarães Cruz, João Paulo Ferreira Rufino, Julmar da Costa Feijó, Ramon Duque Melo

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar a viabilidade econômica da farinha do resíduo de tucumã em rações para frangos de corte. O experimento teve duração de 42 dias (Inicial – 1 a 21 dias; Crescimento – 22 a 33 dias e Terminação – 34 a 42 dias) sendo utilizados 192 frangos de corte Cobb 500. A farinha do resíduo de tucumã foi utilizada nas rações como fonte energética. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em parcelas subdividias com seis tratamentos constituídos de níveis de farinha do resíduo de tucumã (0, 5, 10, 15, 20 e 25%) e quatro repetições de oito aves cada. Os dados coletados foram analisados e as estimativas dos tratamentos foram submetidas à análise de regressão polinomial. Foram observadas diferenças significativas (P < 0,05) nos resultados de conversão alimentar, peso de abate, índice de eficiência produtiva, valor agregado bruto e índice de rentabilidade, obtendo-se melhores resultados a partir da inclusão do alimento alternativo. Concluiu-se que a farinha do resíduo de tucumã pode ser utilizada como alimento alternativo em rações para frangos de corte até 15% sem ocasionar alterações negativas no desempenho e nos custos de produção. Economicamente, até 20% de inclusão nas rações, houve decréscimo no consumo de ração, na conversão alimentar e melhora no peso de abate e índice de eficiência produtiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v38i4.28894

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional