Predição do comportamento da massa específica das polpas de abacaxi e acerola sob diferentes temperaturas

Maria das Neves Mendoça Alves, Djaneley Araújo dos Santos, João Carlos Soares de Melo, Carlos Helaidio Chaves da Costa, Adair Divino Silva Badaro, Regilane Marques Feitosa

Resumo


A dependência da massa específica com a temperatura da polpa de fruta é muito importante para as indústrias de alimentos em geral, uma vez que esse dado é essencial na concepção e optimização de várias operações, como no projeto de bombas, trocadores de calor, evaporadores e misturadores. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi determinar experimentalmente a massa específica das polpas de abacaxi e acerola em diferentes temperaturas e estabelecer uma correlação entre essa propriedade com a variação da temperatura de 10, 20, 30, 40 e 50ºC, utilizando modelos matemáticos para predição desta propriedade. Para a obtenção dos valores da energia de ativação para a massa específica (Ea) foi empregado o método proposto por Tsen e King (2002). Os valores da massa específica diminuíram com o aumento da temperatura. O modelo polinomial com três termos apresentou os maiores coeficientes de determinação (R2 > 0,99), podendo ser usado para estimar a massa específica das polpas estudadas. A polpa de abacaxi apresentou maior sensibilidade à aplicação das diferentes temperaturas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v39i2.35493

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional