Desempenho operacional e econômico do terraceamento de pequenas propriedades com arados de discos

Tiago Pereira da Silva Correia, Vinicius Paludo, Paulo Roberto Arbex Silva, Saulo Fernando Gomes Souza, Patrícia Pereira Dias, Bruna Dionofre, Karen Pereira da Silva Carneiro

Resumo


O terraceamento com arados de discos ainda é prática comum em pequenas propriedades rurais, munidas de implementos e tratores de menor porte. O objetivo do trabalho foi avaliar o desempenho operacional e econômico de diferentes modelos de arados de discos comumente usados na construção de terraços em pequenas propriedades rurais. O experimento foi realizado com arados de discos e tratores em três pequenas propriedades rurais nos municípios de Botucatu-SP e Avaré-SP. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado (DIC) com quatro repetições, sendo os tratamentos: arado fixo de três discos (AF3D), arado fixo de dois discos (AF2D), arado reversível de três discos (AR3D), e arado reversível de dois discos (AR2D). Os terraços foram construídos com base estreita em áreas com declive entre 13 e 16% e utilizadas como pastagem. As variáveis avaliadas foram: eficiência operacional (Ef), capacidade de campo efetiva (Cce), consumo horário (Ch) e operacional de combustível (Cct), custo horário (CH) e operacional (COT) e eficiência econômica (EFec). Os resultados indicaram que arados reversíveis apresentam maior Ef e Cce, arado AF3D maior Ch e Cct, e economicamente o AR2D possibilita menores custos e maior EFec.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v39i1.37088

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional