PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DO FRUTO DO MAMOEIRO HÍBRIDO UENF/CALIMAN01 SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO E DOSES DE POTÁSSIO

Albanize Barbosa Marinho, Salassier Bernardo, Elias Fernandes Sousa, Rogério Figueiredo Daher, Clayton Moura Carvalho, Robson Celestino Meireles

Resumo


O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo avaliar o efeito da aplicação de lâminas de irrigação e doses de adubação potássica na produtividade e na qualidade pós-colheita do mamoeiro híbrido Uenf/Caliman01. O experimento foi conduzido na Fazenda Santa Terezinha, pertencente à Empresa Caliman Agrícola S/A, localizada em Linhares-ES (19º10’S e 39º50’W), durante 17 meses (fevereiro/2005 a junho/2006), período este que corresponde à fase de maior produtividade da cultura. O delineamento empregado foi em blocos casualizados, em parcela sub-dividida, com três repetições. As lâminas de irrigação (parcela) aplicadas foram 1.236 mm; 1.339 mm; 1.444 mm; 1.525 mm e 1.604 mm. As doses de potássio (sub-parcela) foram 30, 42, 54 e 66 g planta-1mês-1 de K2O, aplicados na forma de cloreto de potássio e de forma convencional. O excesso de chuvas, de 2.020 mm ocorridas durante o período experimental, impossibilitou uma melhor diferenciação entre as lâminas aplicadas, interferindo nos tratamentos programados, porém, apesar de não ter ocorrido diferença significativa entre as lâminas aplicadas, em 12 meses de colheita, a produtividade média das cinco lâminas aplicadas (1.430mm) foi de 97,08 t ha-1, com peso médio do fruto de 1,110 kg, 44 frutos por planta, teor médio de SST de 10,27 ºBrix e firmeza da polpa e do fruto de 87,80N e 136,13N, respectivamente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v31i2.3970

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional