Biometria de frutos e qualidade fisiológica de sementes de Sesamum indicum oriundas de plantas adubadas com esterco bovino

Ronimeire Torres da Silva, Maria de Fátima de Queiroz Lopes, Francisco Hélio Alves de Andrade, Antonio Caubí Marcolino Torres, Miguel Avelino Barbosa Neto, Rodrigo Garcia Silva Nascimento

Resumo


O gergelim está entre as dez principais oleaginosas produzidas no mundo. Para uma alta produtividade torna-se necessário o uso de sementes com elevada qualidade fisiológica. Plantas nutridas geralmente produzem sementes vigorosas. Objetivou-se com esta pesquisa avaliar a biometria dos frutos e a qualidade fisiológica de sementes de gergelim de plantas adubadas com esterco bovino. O experimento para produção das sementes foi realizado no setor de Agricultura da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, em blocos ao acaso. As plantas foram adubadas com quatro doses de esterco bovino (0, 20, 40 e 60 t ha-1). Após a colheita foi aferida a biometria dos frutos, o potencial de germinação e o vigor das sementes. O aumento nas doses de esterco bovino proporcionou frutos maiores. A germinação, primeira contagem de germinação e o índice de velocidade de geminação apresentou incremento quando as sementes foram provenientes de plantas adubadas. As sementes de plantas adubadas com esterco bovino originaram plântulas mais vigorosas, apresentando comprimento e massa seca com valores superiores quando comparadas com as plantas que não foram adubadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v39i4.42412

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional