AVALIAÇÃO DE SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) EM TUBETES

Reginaldo de Camargo, Thaís Ribeiro da Costa, Sara Cândido Pires, Hudson de Paula Carvalho

Resumo


O pinhão-manso é uma planta da família Euphorbiaceae, de cujas sementes se extraem um óleo possível de ser empregado na fabricação de biodiesel. Sua utilização como matéria prima para a produção de biodiesel está sendo amplamente discutida e avaliada, uma vez que esta é uma promissora cultura a ser implantada em áreas que não apresentam características edafoclimáticas favoráveis ao cultivo de muitas oleaginosas. O presente trabalho objetivou avaliar diferentes substratos para a produção de mudas de pinhão-manso em tubetes de 120 ml. O experimento foi realizado num viveiro de produção de mudas localizado na Fazenda do Glória da Universidade Federal de Uberlândia no município de Uberlândia-MG, conduzido no delineamento em blocos casualizados com três repetições em esquema fatorial 4 x 4, constando de quatro fontes de matéria orgânica (cama de peru, esterco bovino, composto orgânico e húmus de minhoca) em quatro níveis de concentrações (0; 20; 40 e 60%). Aos noventa dias foram avaliados: altura de plântulas, diâmetro das plântulas e o peso de matéria seca de raiz. Os resultados revelaram que não houve efeito significativo para as diferentes fontes de matéria orgânica. Assim, as fontes de matéria orgânica podem ser usadas indistintamente e, a proporção de 60% na composição do substrato mostrou-se a mais adequada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v32i1.8202

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional