Caracterização Fisico química do fruto abricó de praia (Mimusopsis comersonii) armazenado sob atmosfera modificada e condições ambientais

Gilmara Gurjão Carneiro, Wellington Souto Ribeiro, Glayciane Costa Gois, Aline Priscila Gomes da Silva, José Alves Barbosa, Maria Elita Martins Duarte

Resumo


Esse trabalho teve como objetivo determinar a caracterização físico química do fruto abricó de praia, durante o período de armazenamento, em condições ambientais. Os frutos utilizados foram provenientes de plantios nativos, no município do Conde - PB. Foram colhidos no estádio de maturação fisiológica, selecionados e separados em três grupos: (controle, revestido com filme de PVC flexível e revestimento com fécula de mandioca a 3% de concentração), e armazenados em condições ambientais avaliados: no dia da colheita, e durante o armazenado. As demais variáveis (perda de massa, firmeza, acidez titulável, pH, sólidos solúveis, açúcares solúveis, relação SST/ATT, clorofila e carotenóides) foram avaliadas aos 0, 5, 10 e 15 dias de armazenamento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x4x3. Os dados foram submetidos à análise de variância, utilizaram-se modelos de regressão simples, em função do tempo. Os frutos que compuseram o tratamento controle apresentaram as maiores perdas de massa fresca, nos frutos revestidos com fécula de mandioca a 3% de concentração, os teores de ácidos ascórbicos, clorofila e carotenóides foram mais expressivos, apresentaram melhores características físico-quimicas em relação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v32i1.8210

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional