A SERPENTE MÍTICA: O CONFRONTO ENTRE O CONSCIENTE E O INCONSCIENTE EM JUNG

Kelly Thaysy Cabral Lopes, Fabrício Possebon

Resumo


Este ensaio pretende formular hipóteses sobre o episódio de Thor e a Serpente do mundo, quando lançada ao Oceano; a transcrição das associações com Cristo quando se impulsiona contra a Serpente; e o mito da criação judaico-cristão. O desenvolvimento sobre tais rememorações confluirão com as teorias de Jung ao tratar do consciente, inconsciente e inconsciente coletivo. A observação da Serpente do inconsciente e a mesma do consciente será a grande questão, a transição da dualidade numa mesma figura denotará significados simbólicos de transculturação. Na verificação sobre a imagem simbólica dual, transitaremos no inconsciente sobre a serpente-feminino. Este desenvolvimento estará implícito em todo o estudo. Essa análise optará pela abordagem qualitativa, de valor teórico descritivo a partir de referenciais bibliográficos.

Palavras-Chave: Mito; Serpente; Inconsciente.

Texto completo:

PDF




ISSN: 2317-0476
r.diversidadereligiosa@gmail.com