Simbolismo Místico e Anticristão em Apocalyptic Raids do Hellhammer

José Felipe Rodriguez de Sá, Ermelinda Ganem Fernandes

Resumo


O entrelaçamento entre música e religião existe desde tempos remotos. Ele teve como resultado um impacto decisivo no desenvolvimento de ambas. Tal afirmação continua verdadeira, mesmo quando elas se opõem. Esse é o caso do mini-álbum Apocalyptic Raids da banda suíça Hellhammer. Esse lançamento fonográfico foi indispensável no estabelecimento do dito heavy metal “extremo”. A maior parte das pontuações feitas na análise do simbolismo da capa deste fonograma de cunho místico e anticristão será ancorada pela Psicologia Analítica criada por Carl Gustav Jung, complementada por obras de Eugene Monick e Robin Robertson, estudiosos dessa psicologia. Os tópicos tratados por este trabalho vão desde a tipografia utilizada no logotipo do Hellhammer até os cenários apocalípticos, tanto o Bíblico como o advento de uma guerra nuclear, os quais moldaram significativamente a capa do disco.

Texto completo:

PDF




ISSN: 2317-0476
r.diversidadereligiosa@gmail.com