Umbanda e São Cosme e Damião: olhares socioantropológicos à mesa infantil

Lucas Collito Martins, Jefferson Olivatto da Silva, Marcela Komechen Brecailo, Diana Souza Santos Vaz

Resumo


O texto apresenta um ensaio teórico destacando os aspectos socioculturais e os sentidos atribuídos à oferta alimentar em um ritual de São Cosme e Damião, entre frequentadores de um terreiro de Umbanda através de uma observação participante, levantamento bibliográfico e narrativas do povo de santo frente a metodologia, onde tornam-se as vias para o desenvolvimento do estudo. O foco do trabalho está direcionado para os sujeitos, a religiosidade e os significados no interior das práticas que envolvem a alimentação neste espaço. Para tanto, nos debruçamos numa análise social com base em discussões de autores clássicos como Durkheim e Mauss, até os mais contemporâneos como Goffman e Maciel, num contexto antropológico, cultural e religioso. O espaço sagrado e a relação homem-comida no que tange o simbolismo religioso, ressignifica o ato de se alimentar e o universo infantil, que são observados na prática festiva, além, desta ser um ponto educacional das relações étnico-raciais possíveis.

Texto completo:

PDF




ISSN: 2317-0476
r.diversidadereligiosa@gmail.com