Vida e obra: chaves hermenêuticas para uma leitura das cartas da prisão de Dietrich Bonhoeffer

Felipe Eduardo Martins dos Santos

Resumo


O presente artigo visa apresentar a vida e a obra do teólogo alemão Dietrich Bonhoeffer, pois são chaves hermenêuticas para uma leitura de sua última obra, Cartas da prisão, cuja leitura é vasta e heterogenia. Assim, para alcançar seus objetivos o trabalho conjugará vida e obra de maneira paralela, comentando seus escritos e experiências cronologicamente. Inicialmente, uma caracterização de sua construção familiar e sua educação em meio a uma Alemanha cada vez mais nacionalista e em seguida sua trajetória acadêmica. Nesse momento, o entrelaçar entre vida e obra ganha ainda mais relevância, pois, cada obra será reflexo de sua experiência. Suas obras principais a serem comentadas serão: Communio Sanctorum, Vida e Comunhão, Discupulado e Ética. Após entender as chaves presentes nos textos antecedentes a sua prisão, o leitor estará mais bem preparado para conseguir ler e extrair a teologia apresentada em suas Cartas da prisão. Para tal proposição, o artigo utilizará a metodologia qualitativa e bibliográfica como meio de se atingir os objetivos.

Palavras-chave


Religião, cristianismo, Bonhoeffer

Texto completo:

PDF




ISSN: 2317-0476
r.diversidadereligiosa@gmail.com