A proscrição das Testemunhas de Jeová no Brasil (1940–1957)

Cristiano Rocha Santos

Resumo


O trabalho objetiva analisar o período de maior adversidade vivido pelo grupo religioso Testemunhas de Jeová no Brasil, a sua proscrição, fato este resultante não apenas da concordata moral entre Igreja Católica e Getúlio Vargas, como também do panorama político do Brasil no fim dos anos 1930 e início dos 1940, momento de convulsão social produzido pela ditadura de Vargas com o chamado Estado Novo. Elaboramos um esboço de revisão bibliográfica seguida do estudo de caso apoiado em fontes documentais da época.

Palavras-chave


Testemunhas de Jeová; intolerância religiosa; Estado Novo.

Texto completo:

PDF




ISSN: 2317-0476
r.diversidadereligiosa@gmail.com