Políticas públicas de informação e Inteligência Coletiva: os desafios e as possibilidades para a democratização da informação

Angela Halen Claro Franco, Angela Maria Grossi Carvalho, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos

Resumo


O paradigma social da informação apresenta desafios múltiplos para o tempo do conhecimento interativo da Ciência da Informação, principalmente no que diz respeito ao aproveitamento da inteligência coletiva nos ambientes digitais. Nesse contexto, a inteligência coletiva se manifesta como proposta que visa o aproveitamento das habilidades individuais em prol do desenvolvimento de um Espaço do saber. A dotação de infraestrutura tecnológicas e competências digitais para a inserção dos indivíduos nesse espaço requer a instauração de políticas públicas eficientes para a área da informação. Sendo assim, por meio da análise exploratória e descritiva, pretende-se aproximar as políticas de informação à inteligência coletiva. Observou-se que os ideais de democratização da informação são comuns aos dois campos, e que a definição de políticas públicas de informação consistentes é alternativa viável para a realização do Espaço do saber e, por conseguinte, para a valorização da inteligência coletiva.


Palavras-chave


Inteligência coletiva; Políticas públicas; Políticas públicas de informação; Tecnologias da informação e comunicação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2019v29n1.37982


Informação & Sociedade: Estudos - ISSN: 1809-4783

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.