A Distinção Metaética entre Dever e Desejar e a Questão da Normatividade dos Atos Morais

Roberta C. Gonçalves

Resumo


Se uma equivalência entre o que devemos fazer e o que desejamos fazer, no marco da moralidade, pudesse ser consistentemente estabelecida, uma teoria ética que se utilizasse de tal argumento ainda se enfrentaria com sérios problemas de justificação acerca da normatividade dos juízos morais que seus interlocutores proferissem. Essa hipótese negativa, veremos em seguida, demonstra que normas morais só serão eficazes se pressupuserem um juízo valorativo e ostentarem força vinculante.

Palavras-chave


Metaética; Normatividade; Atos Morais

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas