CURRÍCULO: possibilidades atuais para educação

Ana Cláudia da Silva Rodrigues

Resumo


Este dossiê centra seu campo problemático nesse período histórico, onde os estudos voltados as políticas curriculares se caracterizam e se articulam a partir de conceitos como enunciação, hibridismo, cotidiano e multiplicidade de acontecimentos (PINAR, 2007). A questão principal consistiu em compreender como os movimentos em defesa de setores específicos da educação ampliam o debate com um governo federal, instituído e consolidado como de disputa, em defesa de uma política para a Educação do Campo; Educação Infantil; Educação de Jovens e Adultos; Educação Inclusiva e Educação Integral? De que forma estas ações possibilitaram novas políticas curriculares? Quais avanços e retrocessos observam-se nos currículos escolares para estes setores específicos? A materialização do currículo, através da prática pedagógica, conduz as novas vertentes e experiências que ampliam estes corpus teóricos e possibilitam o surgimento de novos itinerários educativos?


Texto completo:

PDF

Referências


APPLE, Michael W. Política Cultural e Educação. São Paulo: Cortez, 2000.

AKKARI, Abdeljalil. Internacionalização das políticas educacionais: transformações e desafios. Petrópolis: Vozes, 2011.

BALL, S.J.; BOWE, R. Subject departments and the “implementation” of National Curriculum policy: an overview of the issues. Journal of Curriculum Studies, London, v. 24, n. 2, p. 97-115, 1992.

BALL, Stephen J. Global Education Inc.:new policy networks and the neo-liberal imaginary.London: Routledge; New York: Taylor & Francis Group, 2012.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

GOODSON, Ivor F. As políticas de currículo e de escolarização: abordagens históricas. Tradução de Vera Joscelyne. Petropolis, Rj, vozes, 2008.

LOPES, Alice Casimiro; CUNHA, Erika Virgílio Rodrigues da; COSTA, Hugo Heleno Camilo. Da recontextualização à tradução: investigando políticas de currículo. Currículo Sem Fronteiras, v. 13, n.3, p.392-410, set./dez., 2013.

LOPES, Alice Casimiro. Teorias pós-críticas, política e currículo. Educação, Sociedade & Culturas, nº 39, 2013, 7-23.

MOLL, Jaqueline (Org.). Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. 504 p.

PINAR, William F. O que é a Teoria do Currículo?. Tradução da Aba Paula Barros e Sandra Pinto. Porto: Porto Editora, 2007.

ROSA, Sanny Silva. Entrevista com Stephen J. Ball - Privatizações da educação e novas subjetividades: contornos e desdobramentos das políticas (pós) neoliberais. Revista Brasileira de Educação v.18, n.53, p.457-466, abr.-jun, 2013.




DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2019v12n1.44739

Direitos autorais 2019 Revista Espaço do Currículo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.







Este periódico está indexado nas bases: