Vida e obra de Guy Debord: da militância política à escrita do livro A Sociedade do Espetáculo

Jennifer Silva Lucchesi, Mara Rovida

Resumo


O artigo busca contextualizar quem foi Guy Debord, francês descrito como, entre outras denominações, "intelectual maldito" e "doutor de nada". Pretende-se mostrar a atuação do escritor, o surgimento da Internacional Situacionista (movimento artístico, político e poético criado e liderado por ele entre 1957 a 1972) e suas contribuições teóricas apresentadas principalmente em A Sociedade do Espetáculo. Tanto a obra de Debord quanto a participação de seu movimento em maio de 1968, na França, – que representa o auge das lutas situacionistas – completam 50 anos. Mesmo com o passar do tempo, esse texto expõe a possível atualidade do pensamento debordiano, permitindo, inclusive, uma compreensão da sociedade contemporânea.

Palavras-Chave: Guy Debord. Internacional Situacionista. A Sociedade do Espetáculo. Espetáculo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8931.2019v15n5.45844

Apontamentos

  • Não há apontamentos.