A Lógica Das Ciências Sociais E Objetividade Científica: O Criticismo De Popper Como Ferramenta Para Superação Da Ideologia

Palavras-chave: Obstáculo epistemológico. Objetividade científica. Ideologia.

Resumo

O presente artigo utiliza o método dedutivo em pesquisa bibliográfica com o objetivo de analisar o pensamento de Karl Popper sobre objetividade e ideologia exposto na obra Lógica das Ciências Sociais em face da questão sobre quais mecanismos podem ser utilizados na pesquisa científica em ciências humanas aptos a superar o obstáculo epistemológico da ideologia. Para tanto, no primeiro tópico, introduz-se o tema da ideologia e as várias conceituações resultantes da evolução das investigações a tal respeito. No segundo tópico, examina-se criticamente as teses descritas n’A Lógica das Ciências Sociais de Popper. Por derradeiro, são enunciadas as conclusões obtidas.

Biografia do Autor

Francisco José Guimarães Peixoto , UNIVERSIDADE DE FORTALEZA - UNIFOR

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional (Mestrado e Doutorado) da Universidade de Fortaleza - UNIFOR. Advogado.

Vicente Alfeu Teixeira Mendes , UNIVERSIDADE DE FORTALEZA - UNIFOR

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional (Mestrado e Doutorado) da Universidade de Fortaleza - UNIFOR. Defensor Público.

Monica Mota Tassigny, UNIVERSIDADE DE FORTALEZA - UNIFOR

Doutora titular do Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional (Mestrado e Doutorado) da Universidade de Fortaleza - UNIFOR. Professora.

Referências

APEL, Karl-Otto. Transformação da filosofia I.. Tradução de Paulo Astor Soethe. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

BLEICHER, Josef. Hermenêutica Contemporânea. Tradução de: Maria Georgina Segurado. Lisboa: Edições 70.

CORETH, Emerich. Questões Fundamentais de Hermenêutica. Tradução de: Carlos Lopes de Matos. São Paulo: E.P.U., Editora da Universidade de São Paulo, 1973.

FEUERBACH, Ludwig. A essência do cristianismo. Tradução de José da Silva Brandão. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método. Tradução de Flávio Paulo Meurer. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1989.

HABERMAS, Jüngen. O Discurso Filosófico da Modernidade. Tradução de Luiz Sérgio Repa e Rodnei Nascimento. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

_________. Teoria do Agir Comunicativo. 2v. Tradução de Paulo Astor Soethe. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Tradução de: Márcia Sá Cavalcante Schuback. 13 ed. Petrópolis: Editora Vozes, Parte I, 2004.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã – teses sobre Feuerbach. São Paulo: Editora Moraes Ltda., 1984.

OLIVEIRA, Manfredo Araújo. Reviravolta Lingüístico-pragmática na Filosofia Contemporânea. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

PALMER, Richard E. Hermenêutica. Tradução de: Maria Luísa Ribeiro Ferreira. Lisboa: Edições 70 Ltda., 1969.

POPPER, Karl. O mundo de Parmênides: ensaios sobre o iluminismo pré-socrático. Tradução de Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Unesp, 2014.

_________. Conhecimento objetivo: uma abordagem evolucionária. Tradução de Milton Amado. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 1999.

_________. Conjecturas e refutações. Traduçao de Sérgio Bath. 2 ed. Brasília: Editora UNB, 1982.

_________. A lógica da pesquisa científica. Tradução de Leonidas Hegenberg e Octanny Silveira da Mota. 2 ed. São Paulo: Cultrix, 2013.

_________. Lógica das ciências sociais. Tradução de Estevão de Rezende Martins, Apio Cláudio Muniz Acquarone Filho, Vilma de Oliveira Morais e Silva. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1978.

SEN, Amartya. O desenvolvimento como liberdade. Tradução de Laura Teixeira Mota. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

STEIN, Ernildo. Crítica da ideologia e racionalidade. Porto Alegre: Movimento, 1986.

_________. A caminho de uma fundamentação pós-metafísica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997.

RICOEUR, Paul. A ideologia e a utopia. Tradução de Silvio Rosa Filho e Thiago Martins. Belo Horizonte: Autentica Editora, 2015.

VASCONCELOS, Arnaldo. Direito, humanismo e democracia. 2 ed. São Paulo: Malheiros, 2006.

_________. Teoria pura do direito: repasse crítico de seus principais fundamentos. 2 ed. Rio de Janeiro: GZ Editora, 2010.

STEIN, Ernildo. A caminho de uma fundamentação pós-metafísica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997.

STRECK, Lenio. Hermenêutica juridical e(m) crise. 8 ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado.

Publicado
2020-04-13
Como Citar
PEIXOTO , F. J. G.; MENDES , V. A. T.; TASSIGNY, M. M. A Lógica Das Ciências Sociais E Objetividade Científica: O Criticismo De Popper Como Ferramenta Para Superação Da Ideologia. Prim Facie, v. 19, n. 40, p. 01-30, 13 abr. 2020.