Discursos Autoritários Em Tempos De Democracia: Um Estudo A Partir Da Relação Entre Educação E Direitos Humanos

Palavras-chave: Autoritarismo. Direitos Humanos. Educação. Ensino jurídico. Julgamento político.

Resumo

Elaborado em perspectiva interdisciplinar, o artigo propõe uma discussão teórica sobre a interrelação entre educação em direitos humanos e a prática desses direitos. Trata-se de um estudo realizado em abordagem qualitativa, envolvendo pesquisa bibliográfica, com ênfase em aspectos pontuais da teoria foucaultiana. Coloca-se em questionamento a atuação da auctoritas como autor autoritário do discurso que, por sua vez, procura dar o sentido que melhor lhe apraz ao seu ideal subjetivo sobre a lei de direitos humanos. Para tanto, utiliza-se o emprego de reconstrução histórica dos direitos humanos, que são inseparáveis da questão do poder. Do ponto de vista metodológico, o recorte temporal escolhido para tratar do tema será o primeiro ano do governo Bolsonaro, em 2019, contexto que receberá uma abordagem crítico-científica, desvelando-se, assim, os direitos humanos como discurso e não apenas como norma. Ao final, busca-se concluir que se na base de feitura de Tratados e Convenções internacionais já houve a estabilização de sentido, não pode a auctoritas manejar a lei como arma política.

Biografia do Autor

André Del Negri, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Pós-doutorado em Direito Público pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Doutor pela PUC Minas em Direito Processual Constitucional e mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É professor visitante no Departamento de Direito da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e membro do Dasein – Núcleo de Estudos Hermenêuticos.

Publicado
2020-03-05
Como Citar
DEL NEGRI, A. Discursos Autoritários Em Tempos De Democracia: Um Estudo A Partir Da Relação Entre Educação E Direitos Humanos. Prim Facie, v. 19, n. 40, p. 01-29, 5 mar. 2020.