A EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA: UMA LEITURA NA REVISTA DO ENSINO DA PARAÍBA (1932-1934)

Autores

  • Meryglaucia Silva Azevedo Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Nas três últimas décadas, nas pesquisas sobre História da Educação, o impresso pedagógico tem possibilitado a compreensão de aspectos importantes do campo educacional, porque auxilia o pesquisador a compreender a concepção de educação, sociedade e Estado de determinado período da história e do espaço geográfico. Este artigo pretende colaborar com a historiografia da educação da Paraíba e sua interconexão e diálogo com a produção brasileira relacionada ao tema de pesquisa, com o objetivo de apresentar as primeiras leituras e aproximações acerca dos sentidos atribuídos aos enunciados sobre a infância. A fonte da investigação é a Revista do Ensino, um periódico que circulou no estado da Paraíba durante dez anos (1932-1942) e que foi lido como um artefato cultural representativo de um tempo histórico particular, por isso o recorte temporal entre os anos de 1932 e 1934. Para atender ao objetivo de compreender e apresentar as primeiras aproximações dos significados atribuídos às características dos enunciados sobre a infância, foram considerados os artigos de opinião e os discursos proferidos por políticos e intelectuais, entre os quais, destacam-se o médico, o moral e o psicológico, cujas análises são descritas no terceiro tópico. Por fim, apresentam-se as considerações finais.

Palavras-chave: Infância. Periódico educacional. Revista do ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, Fátima. A Revista do Ensino e sua importância para a educação na Paraíba. Educação e Cultura, ano IV, n. 13, p. 30-33, abr/maio/jun 1984.

ATHAYDE, Selma Cunha Ribeiro. A infância e suas concepções na sociedade e na Educação Infantil. In: FARIA, Evangelina Maria Brito de. (Org.). A criança e as múltiplas linguagens. João Pessoa: Editora da UFPB, 2009. p. 19-33.

AZEVEDO, Meryglaucia Silva; RODRIGUES, Melânia Mendonça; SOUSA, Pâmella Tamires Avelino de. Impressos na história da educação: Revista do Ensino na Paraíba (1932-1942). In: ENCONTRO MARANHENSE DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 5., 2012, São Luís. Anais... São Luís: [s.n.], 2012. p. 1-9.

BICCAS, Maurilane de Souza. O impresso como estratégia de formação: Revista do Ensino de Minas Gerais (1925-1940). Belo Horizonte: Argvmentvm, 2008.

BRITES, Olga. Infância, higiene e saúde na propaganda (usos e abusos nos anos 30 a 50). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 20, n. 39, p. 249-278, 2000.

CATANI, Denice Barbara. A imprensa periódica educacional: as revistas de ensino e o estudo do campo educacional. Educação e Filosofia, v. 10, n. 20, p. 115-130, jul/dez. 1996.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL. 2002.

CHARTIER, Roger. (Org.). Práticas de leitura. São Paulo: Liberdade, 1996.

ESTADO DA PARAHYBA. Decreto n. 287, de 18 de maio de 1932. Revista do Ensino, v. 1, n. 2, jul. 1932.

FARIA, Miguel Fabiano de. A educação física na Revista do Ensino: produção de uma disciplina escolar em Minas Gerais (1925-1940). 2009, 145f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

FREITAS, Marcos Cezar de; JÚNIOR, Moysés Kuhlmann. (Orgs.). Os intelectuais na história da infância. São Paulo: Cortez, 2002.

FERNANDES, Ana Lúcia Cunha. O impresso e a circulação de saberes pedagógicos: apontamentos sobre a imprensa pedagógica na história da educação. In: MAGALDI, Ana Maria Bandeira de Mello; XAVIER, Libânia Nacif. (Orgs.). Impressos e história da educação: usos e destinos. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2008. p. 15-29.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão tradução de Raquel. Ramalhete. Petrópolis, Vozes, 1975.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

KULESZA, Wojciech Andrzej. José Baptista de Mello e a Reforma da Educação na Paraíba. In: ARAUJO, José Carlos Souza; MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck; VIDAL, Diana Gonçalves. (Org.). Reformas educacionais: as manifestações da Escola Nova no Brasil (1920 e 1946). Campina, SP: Autores Associados: Uberlândia, MG: EDUFU, 2011. p. 385-403.

REVISTA DO ENSINO, ano 1, n° 1, abril de 1932.

REVISTA DO ENSINO, ano , n° 2, julho de 1932.

REVISTA DO ENSINO, ano 1, n° 3, setembro de 1932.

REVISTA DO ENSINO, ano 2, n° 6/7, setembro de 1933.

SOUZA, Rita de Cássia de. Sujeitos da educação e práticas: uma leitura das reformas educacionais mineiras a partir da Revista do Ensino (1925-1930). 2001, 368f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.

SCHELBAUER, Analete Regina. Entre anúncios e artigos: registros do método de ensino intuitivo do jornal A Província de São Paulo (1875-1889). In: ARAÚJO, José Carlos Souza; SCHELBAUER, Analete Regina. (Org.). História da educação pela imprensa. Campinas, SP: Alínea, 2007. p. 7 – 30.

VIDAL, Diana Gonçalves. Escola nova e processo educativo. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes de; LOPES, Eliane Marta Teixeira; VEIGA, Cynthia Greive. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 497-517.

Downloads

Publicado

2016-06-08

Como Citar

AZEVEDO, M. S. A EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA: UMA LEITURA NA REVISTA DO ENSINO DA PARAÍBA (1932-1934). Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 24, n. Especial, p. 149–162, 2016. Disponível em: https://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/26283. Acesso em: 23 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE EXPERIÊNCIA