A IMPRENSA DISCENTE NO LYCEU ALAGOANO: A REVISTA ESTUDANTIL O FAROL DO ESTUDANTE (1941)

Autores

  • Ivanildo Gomes Santos Universidade Federal da Paraíba

Resumo

O presente artigo tem como finalidade analisar a imprensa estudantil no Lyceu Alagoano, a partir da revista O Farol do Estudante, salientando a importância desse tipo de estudo para se compreender a cultura escolar, especificamente, no que diz respeito às formas como os estudantes se expressam e se organizam. Essa análise visa apreender os elementos que constituem uma identidade, a estudantil. Para tal, utilizei como objeto e fonte de pesquisa quatro exemplares do periódico, especificamente os números 01, 03, 04 e 06, todos de 1941, localizados no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas. Dessa feita, dei destaque às práticas culturais, aos sujeitos e ao que eles produziram, especialmente as matérias de humor e de irreverência, que denunciam uma forma de expressão própria, por meio de desenhos, caricaturas e piadas.

Palavras-chave: Imprensa estudantil. Lyceu Alagoano. O Farol do Estudante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivanildo Gomes Santos, Universidade Federal da Paraíba

Graduação em História pela Universidade Federal de Alagoas (2005) e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Alagoas (2012). Atualmente é doutorando em Educação pela Universidade Federal da Paraíba.

Referências

ALVES, Ezequias Raimundo. Amôr. O Farol do Estudante, Maceió, n. 3, p. 2, ago. 1941.

_____. Crônica. O Farol do Estudante, Maceió, n. 4, p. 7, ago. 1941.

BARROS, Francisco Reinaldo Amorim de. ABC das Alagoas: dicionário bibliográfico, histórico e geográfico de Alagoas. Brasília: Senado Federal, 2005a. v. 62a.

_____. ABC das Alagoas: dicionário bibliográfico, histórico e geográfico de Alagoas. Brasília: Senado Federal, 2005b. v. 62b.

BASTOS, Maria Helena Câmara. A imprensa de educação e de ensino: repertórios analíticos. O exemplo da França. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 166-168, jan/abr. 2007.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: Unesp, 2002.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

FARIA FILHO, Luciano et al. A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Educação e pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 139-159, 2004.

FERNANDES, Ana Lúcia Cunha. O impresso e a circulação de saberes pedagógicos: apontamentos sobre a imprensa pedagógica na história da educação In: MAGALDI, Ana Maria Bandeira de Mello; XAVIER, Libânia Nacif. (Orgs). Impressos e história da educação: usos e destinos. Rio de Janeiro: Letras, 2008.

.

FRAGA, Andréa Silva de. O estudo e sua materialidade: revista das alunas-mestras da escola complementar/normal de Porto Alegre/RS (1922-1931). Hist. Educ., Porto Alegre, v. 17, n. 40, p. 69-97, maio/ago. 2013.

GIBSON, T. O progresso. O Farol do Estudante, Maceió, n. 6, , p. 5, out. 1941.

JESUS, Simoneide Correia Araujo de. A produção de impressos estudantis de Maceió (1858/1943). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Centro de Educação, Universidade Federal de Alagoas, 2011.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-44, 2000.

LIMA, Benedito Rodrigues. Um dia de falha. O Farol do Estudante, Maceió, n. 6, p. 3, 15 out. 1941.

______. Versando sobre diversões. O Farol do Estudante, Maceió n. 1, p. 8, jul. 1941.

LIMA, Dinastia Coelho de. Brasileiros. O Farol do Estudante, Maceió, n. 4, p. 3, ago. 1941.

LINS FILHO, João. Brasil, o maior exportador de algodão do mundo. O Farol do Estudante, Maceió, n. 6, p. 6, out. 1941.

NÓVOA, António. (Dir.) A imprensa de educação e ensino: repertório analítico (Séculos XIX-XX). Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1993.

O FAROL DO ESTUDANTE, Maceió, n. 3, p. 19, 1 ago. 1941.

PALLARES-BURKE, Maria Lúcia Garcia. A imprensa periódica como uma empresa educativa no Século XIX. Cad. Pesqui., n. 104, p. 144-161, 1998.

SILVA, Eliazar João da. Saúde, higiene e força física na primeira metade do Século XX: elementos para a compreensão da construção do novo homem brasileiro. In: SARAT, Magda; SANTOS, Reinaldo dos. (Orgs.). Sobre processos civilizadores: diálogos com Norbert Elias. Dourados: Ed. UFGD, 2012. p. 283-296.

VERÇOSA, Elcio de Gusmão. Cultura e educação nas Alagoas: história, histórias. 4. ed. Maceió: EDUFAL, 2006. p. 171.

VIÑAO FRAGO, Antonio. História de la educación y história cultural: posibilidades, problemas, cuestiones. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 0, p. 63-82, set/dez. 1995.

WERLE, Flávia Obino Corrêa. Humor e irreverência nos impressos estudantis de escolas normais rurais (RS, 1945-1983). Hist. Educ., Porto Alegre, v. 17, n. 40, p. 291-317, maio/ago. 2013.

Downloads

Publicado

2016-06-08

Como Citar

SANTOS, I. G. A IMPRENSA DISCENTE NO LYCEU ALAGOANO: A REVISTA ESTUDANTIL O FAROL DO ESTUDANTE (1941). Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 24, n. Especial, p. 117–131, 2016. Disponível em: https://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/26284. Acesso em: 22 jan. 2022.