DO ÁLBUM DE FAMíLIA À VITRINE IMPRESSA: TRAJETOS DE RETRATOS (PB, 1920)

Autores

  • Alomia Abrantes Silva Universidade Estadual da Paraiba

Resumo

A presença constante e marcante de retratos pessoais, provavelmente oriundos de acervos de família nas páginas da revista Era Nova (PB, 1921-1926), ao configurar uma espécie de ‘álbum social’, suscita questões sobre a emergência de uma cultura visual, instigada pela difusão da fotografia e, em seu percurso, pela relação cada vez mais imbricada entre ela e a imprensa no Brasil. Procuramos, pois, pensar nuances dessa relação, como, por exemplo, a instauração de uma ‘nova’ maneira de ler os periódicos, de produzir imagens, em particular, ‘imagens de si’, que participam de construções de identidades, eivadas de códigos diferenciadores, como aqueles que definem os lugares sociais para homens e mulheres. Para o exercício de tais análises, inspiramo-nos nas contribuições da história cultural, atentando para a perspectiva de pensar a fotografia como construto, instituída e instituidora do ‘real’ e de sua intensidade como tal, quando apropriada e (re)fabricada pela imprensa.

Palavras-chave: Retratos. Imprensa. Imagens de si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alomia Abrantes Silva, Universidade Estadual da Paraiba

Graduada em Comunicação Social e História pela UFPB. Doutora em História pela UFPE. Professora do Departamento de História/ UEPB/campus III. Professora do Programa de Pós-graduação em Serviço Social (UEPB).

Referências

ABRANTES, Alômia. Escritas e inscritas: mulheres na imprensa dos anos 1920. In: ______.; SANTOS NETO, Martinho G. (Orgs.) Outras histórias: cultura e poder na Paraíba (1889-1930). João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2010. p. 89-113.

BURKE, Peter. Testemunha ocular: história e imagem. Bauru, SP: EDUSC, 2004.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

LEITE, Miriam L. Moreira. Texto visual e texto verbal. In: ______. ; FELDMAN-BIANCO, Bela. (Orgs.). Desafios da imagem. Campinas: Papirus, 1998. p. 37-49.

LINHARES, Maria Eliza B. História & fotografia. São Paulo: Autêntica, 2008.

MARWICK, Arthur. Uma história da beleza humana. São Paulo: Senac, 2009.

OLIVEIRA, Cláudia de. Mulheres de estampa: o folhetim e a representação do feminino no Segundo Reinado. In: KNAUSS, Paulo et al. (Orgs.). Revistas ilustradas: modos de ver e ver no Segundo Reinado. Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, 2011. p. 157-172.

ROUILLÉ, André. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. São Paulo: SENAC, 2009.

SANT’ANNA, Denise B. Cultos e enigmas do corpo na história. In: STREY, Marlene N.; CABEDA, Sonia T. Lisboa. (Orgs.). Corpos e subjetividades em exercício interdisciplinar. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p.107-131.

SONTAG, Susan. Sobre fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

PESAVENTO, Sandra J. Imagem, memória, sensibilidades: territórios do historiador. In: RAMOS, Alcides F; PATRIOTA, Rosângela; ______. (Orgs.). Imagens na História. São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2008. p. 17-34.

Downloads

Publicado

2016-06-08

Como Citar

SILVA, A. A. DO ÁLBUM DE FAMíLIA À VITRINE IMPRESSA: TRAJETOS DE RETRATOS (PB, 1920). Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 24, n. Especial, p. 45–57, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/26297. Acesso em: 4 out. 2022.