A formação de competências empreendedoras aos profissionais de Arquitetura

Autores

  • Marcelo Roger Meneghatti Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste https://orcid.org/0000-0002-5736-4230
  • Rafael Venturin Piacentini Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste

Resumo

O objetivo é identificar as competências empreendedoras de arquitetos que possuem escritórios próprios, compreendendo as capacidades necessárias para abrir e gerir seus negócios. Após a coleta de dados, realizada com entrevistas, tratadas a partir da análise do conteúdo utilizando o software Iramuteq, e os resultados obtidos são justificados com falas dos próprios entrevistados. Os resultados são extraídos da comparação entre as dimensões encontradas e o que a literatura aponta como competências empreendedoras. Conclui que um arquiteto que deseja empreender precisa, necessariamente, dos conhecimentos de mercado, negócio, serviços e percepção pessoal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Roger Meneghatti, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste

Doutor em Administração pela Universidade Nove de Julho, Brasil. Professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil.

Rafael Venturin Piacentini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste

Graduado em Administração pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade Assis Gurgacz, Brasil. Especialista em projeto de arquitetura: gestão e sustentabilidade pela Universidade Paranaense, Brasil.

Downloads

Publicado

23-12-2021

Como Citar

Meneghatti, M. R., & Piacentini, R. V. (2021). A formação de competências empreendedoras aos profissionais de Arquitetura. Perspectivas Em Gestão &Amp; Conhecimento, 11(3), 177–195. Recuperado de https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pgc/article/view/60426

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa | Research Articles