Gestão do conhecimento e ergonomia cognitiva: conexões existentes no contexto capacitante necessárias para a criação e o reúso do conhecimento

Autores

  • Edu Rosa Trevisan Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Faimara do Rocio Strauhs Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

A Gestão do Conhecimento estuda a criação e o reúso do conhecimento em ambientes que possibilitem as relações emergentes entre os agentes nesse cenário, ambientes estes denominados ba ou contexto capacitante. Por sua vez, a Ergonomia Cognitiva examina a interação entre indivíduos e seus sistemas laborais, em ambientes que devem ser aperfeiçoados para facilitar a tomada de decisão. Este artigo resulta de pesquisa que verifica a correlação descritiva entre a Gestão do Conhecimento e a Ergonomia Cognitiva, na literatura científica, em grandes e médias empresas do setor industrial brasileiro que propiciem a criação e o reúso do conhecimento sob o prisma do modelo SECI, clássico modelo de conversão deste ativo intangível. Esta pesquisa bibliográfica, com análise de conteúdo auxiliada pela ferramenta MaxQda, identifica vinculações efetivas dos ambientes industriais ergonomicamente adequados com a criação e o reúso do conhecimento. Os resultados permitem inferir que, apesar de não haver evidência explícita de correlação temática, há clara relação entre os ambientes ergonomicamente hígidos e o ba, evidenciada pela coocorrência de expressões. Essa conexão explícita entre ambientes ergonomicamente hígidos e os contextos capacitantes possibilita a aproximação legítima entre a Ergonomia Cognitiva e a Gestão do Conhecimento nos ambientes industriais e em campos correspondentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Faimara do Rocio Strauhs, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil.

Downloads

Publicado

23-12-2021

Como Citar

Rosa Trevisan, E., & Strauhs, F. do R. (2021). Gestão do conhecimento e ergonomia cognitiva: conexões existentes no contexto capacitante necessárias para a criação e o reúso do conhecimento. Perspectivas Em Gestão &Amp; Conhecimento, 11(3), 119–138. Recuperado de https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pgc/article/view/60444

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa | Research Articles