Compartilhamento indevido de informações nas redes sociais digitais

Autores

  • Shaennya Pereira Vanderley Universidade Federal da Paraíba
  • Alzira Karla Araújo da Silva Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Analisa o compartilhamento de informações nas redes sociais digitais, que ocorre de forma célere, expansiva e possibilita maior interação nas redes. Aborda a violação aos direitos das mulheres por meio do compartilhamento indevido de informações de teor íntimo, reflete sobre as implicações jurídicas do compartilhamento indevido de informações nas redes sociais e apresenta a legislação que tipifica o registro e compartilhamento indevido de conteúdo íntimo. Apresenta resultados de uma pesquisa de mestrado cujo objetivo principal foi analisar o compartilhamento de informações em redes sociais digitais que se constitui como violação ao direito das mulheres com base nos registros da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher da cidade de Sousa, na Paraíba/Brasil. Metodologicamente, se caracteriza como uma pesquisa documental, de alcance descritivo, com abordagem quantiqualitativa. Os resultados demonstram o compartilhamento indevido de diferentes tipos de informação, simultâneo ou isolado, evidenciando, principalmente, a utilização das redes sociais Facebook e WhatsApp. Conclui que a utilização das redes sociais para disseminação indevida de informação agrava os prejuízos suportados pelas vítimas e considera a existência de uma rede de atendimentos especializados como um fator que viabiliza a proteção às vítimas e a desinformação e o julgamento social como fatores que dificultam o amparo à mulher. 

 

Palavras-Chave: Gestão da Informação. Redes sociais digitais. Compartilhamento de informação. Violência contra a mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Shaennya Pereira Vanderley, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda e Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Especialista em Direito Civil e Direito Processual Civil pelo Centro Universitário de Patos (UNIFIP). Graduada em Direito pelo Centro de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade Federal de Campina Grande (CCJS/UFCG). Advogada inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PB 26.750). Conciliadora na Justiça Federal na Paraíba (JFPB). É membro do Grupo de Pesquisa Informação, Aprendizagem e Conhecimento (GIACO).

Alzira Karla Araújo da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Professora do nível adjunto do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba. Doutora em Ciência da Informação (2012) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestra em Ciência da Informação (2002) e graduada em Biblioteconomia (1999), ambos pela Universidade Federal da Paraíba. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB), na linha de pesquisa Ética, Gestão e Políticas de Informação. Vice-líder do grupo de pesquisa Informação, Aprendizagem e Conhecimento e pesquisadora na linha de pesquisa Gestão da Informação e do Conhecimento. Coordenadora dos Projetos de Extensão "Descomplica TCC" e "Descomplica Ensino Médio" e do Projeto de Iniciação Científica "Representação das Inteligências Acadêmicas Múltiplas em Ciência da Informação no Brasil".

Downloads

Publicado

23-12-2021

Como Citar

Pereira Vanderley, S., & Araújo da Silva, A. K. . (2021). Compartilhamento indevido de informações nas redes sociais digitais . Perspectivas Em Gestão &Amp; Conhecimento, 11(3), 252–265. Recuperado de https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pgc/article/view/61584

Edição

Seção

Memória de Evento Científico-Profissional