"CONVENTO ECO-EMPREENDE"

um projeto comunitário de Educação Socioambiental para o empoderamento, na sociedade do Bem Viver do Equador.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2018v3n11.39503

Palavras-chave:

Educação Socioambiental, Agroecologia, Empoderamento Comunitário, Bem Viver, Convento Eco-Empreende

Resumo

Diante da crise socioambiental e civilizadora atual, é necessário tomar ações que permitam o empoderamento das pessoas e suas comunidades, com o fim de promover as transformações nos seus estilos de vida e avançar para a sociedade do Bom viver. O presente trabalho de pesquisa tem como objetivo divulgar o projeto “Convento Eco-empreende”. Trata-se de uma experiência eco-pedagógica que constitui uma alternativa comunitária através dos processos da educação socioambiental, a construção de um horto agroecológico e a criação de processos de empreendedorismo solidário. Como resultado, são mostrados os processos de capacitação de um grupo de pessoas da comunidade rural do Convento na costa equatoriana. Em suma, conclui-se que a educação socioambiental requer um diálogo de saberes que integre o conhecimento científico com a sabedoria ancestral das comunidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Byron David Cevallos-Trujillo, Universidade Nacional de Educação, Equador.

Doutorando em Educação pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB) - Espanha e Professor de Pedagogia e Sustentabilidade Social na Universidade Nacional de Educação (UNAE) - Equador.

Laura Terreros-Bejarrano, Universidade Nacional de Educação, Equador.

Mestre em Investigação e Intervenção Psicossocial pela Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) - Espanha e Psicóloga da Universidade Nacional da Colômbia.

Javier Collado-Ruano, Universidade Nacional de Educação, Equador.

Doutor em Disseminação de Conhecimento pela Universidade Federal da Bahia (Brasil), Doutor em Filosofia pela Universidade de Salamanca (Espanha) e Professor de Filosofia da Educação da Universidade Nacional de Educação (UNAE) do Equador.

Referências

Leff, E. (2006). Complejidad, racionalidad ambiental y diálogo de saberes. Presentado en el I Congreso internacional interdisciplinar de participación, animación e intervención socioeducativa en Barcelona. Centro nacional de educación ambiental. Recuperado de: http://www.mapama.gob.es/es/ceneam/articulos-de-opinion/2006_01eleff_tcm7-53048.pdf

Morín, E., y Kern, A. B. (2006). La agonía planetaria. In Tierra-Patria (1a ed. 3a, pp. 71–114). Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión.

Najmanovich, D. (2009). Epistemología y Nuevos Paradigmas en Educación. Educar y aprender en la sociedad-red.

Novo, M. (2009). El desarrollo sostenible. Su dimensión ambiental y educativa. Madrid: Ed. Universitas.

Saul, J. (1995). The Unconscious Civilization. Concord, Ontario: Anansi Press.

Selener, Daniel (1996). Manual de sistematización participativa. Instituto Internacional de Re- construcción Rural (IIRR).

Shiva, V. (1993). Monocultures of the Mind. Perspectives on Biodiversity and Biotechnology. New York: Zed Books.

Soler, P.; Planas, A.; Ribot-Horas, A. y Ciraso-Calí, A. (2014). Empoderamiento en la comunidad. El diseño de un sistema abierto de indicadores a partir de procesos de evaluación participativa. 49–77. http://doi.org/10.7179/PSRI

UNESCO (1978). Intergovernmental Conference on Environmental Education. Tbilisi (USSR). Final Report. Paris: UNESCO.

UNITED NATIONS (1987). Report of the World Commission on Environment and Development. “Our Common Future”. General Assembly.

Downloads

Publicado

31-12-2018

Como Citar

CEVALLOS-TRUJILLO, B. D.; TERREROS-BEJARRANO, L.; COLLADO-RUANO, J. "CONVENTO ECO-EMPREENDE": um projeto comunitário de Educação Socioambiental para o empoderamento, na sociedade do Bem Viver do Equador. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 3, n. 11, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2018v3n11.39503. Disponível em: https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rec/article/view/ufpb.1983-1579.2018v3n11.39503. Acesso em: 18 jun. 2024.