A TRANSGRESSÃO DE ALBA VALDEZ AO SOCIALMENTE IMPOSTO E SUA LUTA PELA LIBERDADE E PELOS DIREITOS DAS MULHERES

Autores

  • Brenda Lima dos Santos Lopes UNIAMÉRICA
  • Yls Rabelo Câmara Universidad de Santiago de Compostela

Palavras-chave:

Intelectuais Femininas Cearenses Oitocentistas e Novecentistas, Beletristas Cearenses dos Séculos XIX e XX, Escritoras Feministas Cearenses.

Resumo

Alba Valdez, uma intelectual cearense vanguardista, ergueu-se como uma das vozes mais proeminentes na luta pelos direitos das mulheres em seu contexto oitocentista e novecentista. Suas lutas, aliadas à sua profusa contribuição literária em tempos mais misóginos do cenário cultural nordestino, resultaram em desaprovação por parte de seus pares masculinos e na subsequente obnubilação de sua figura e importância. Contudo, com as incansáveis e constantes batalhas por igualdade de direitos e liberdade femininas, seu nome foi sendo trazido à luz, a partir dos porões do esquecimento onde se encontrava, e inspirando novas conquistas no campo do feminismo e da Literatura Produzida por Mulheres. Baseando-nos em teóricos basilares como Carvalho (2008), Duarte (2018) e Souza (2021), analisamos Alba Valdez neste artigo tendo por foco suas transgressões em prol da liberdade e da igualdade de direitos de suas congêneres. Concluímos que estudá-la é cada vez mais necessário, especialmente em tempos de intolerância violenta para com o elemento feminino, como é esse que hoje, infelizmente, vivenciamos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Brenda Lima dos Santos Lopes, UNIAMÉRICA

Licenciada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará-UECE. Professora Efetiva da Rede Municipal de Fortaleza. Pós-graduação em Docência e Prática de Ensino em Português. Pós-graduação em Neuroeducação. Integrante do Grupo de Estudos Filhas de Avalon desde de sua primeira edição em 2020 e integrante do apoio técnico em 2021.

Yls Rabelo Câmara, Universidad de Santiago de Compostela

Hispano-brasileira, é Pós-Doutora em Educação (2019) pela Universidade Estadual do Ceará; Doutora Cum Laude em Tendencias Actuales en los Estudios Ingleses y sus Aplicaciones (2016) pela Universidad de Santiago de Compostela, que tem Menção de Qualidade Internacional; Mestra com nota máxima na dissertação em Tendencias Actuales en los Estudios Ingleses y sus Aplicaciones (2009), também pela Universidad de Santiago de Compostela; Especialista em Ensino de Língua Espanhola E/LE (2017) pela Uniateneu; Especialista em Ensino de Línguas Estrangeiras - Inglês (2003) pela Universidade Estadual do Ceará; e Licenciada em Letras Português-Inglês e suas Respectivas Literaturas pela Universidade Estadual do Ceará (1997). Atualmente é graduanda de três cursos de licenciatura distintos pelo Centro Universitário Estácio do Ceará: Letras Espanhol, Pedagogia e História, com o fito de complementar sua formação de base. Tem proficiência nativa na língua espanhola atestada pelo DELE (C2) em 2013 e é preparadora de professores de espanhol para o referido exame de proficiência e para o referido nível de usuários proficientes (C2). No pós-doutorado, com foco na História Oral, investigou sobre as rezadeiras da periferia de Fortaleza. Tendo a figura da mulher mística e empoderada sempre em foco, seus objetos de estudo tanto no mestrado quanto no doutorado foram a Literatura Celta, os feminismos, a figura da Bruxa e a Lenda Arturiana no Magnum Opus de Marion Zimmer Bradley: "As Brumas de Avalon" (1982). Tem experiência de trinta e três anos no ensino das línguas portuguesa, inglesa e espanhola e suas correspondentes literaturas tanto em um curso livre de idiomas de sua propriedade como em diversos cursos livres de idiomas no Brasil e na Espanha, assim como em faculdades cearenses (graduação e pós-graduação) e piauiense (pós-graduação), nas modalidades presencial, semipresencial e à distância. Tem experiência na editoração de revistas científicas, tendo sido Secretária Executiva da Revista Educação Formação (A1 em Educação), do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará, como uma das atribuições de sua bolsa PNPD. Atualmente é revisora de diversos periódicos nacionais e internacionais em suas áreas de atuação e membra de corpos editoriais de editoras e de revistas científicas. Vem desenvolvendo pesquisas diversas com ênfase no empoderamento feminino, na arte da cura através do elemento feminino (rezadeiras), na sabedoria popular sertaneja dos profetas da chuva, além de se dedicar ao estudo dos costumes, literaturas, mitologias e folclores dos povos de fala portuguesa, inglesa e espanhola. Outrossim, é a idealizadora, a criadora, a Líder e a Orientadora do Grupo de Estudos Filhas de Avalon, que alberga pesquisadores (graduandos, graduados, especializandos, especialistas, mestrandos, mestres, doutorandos, doutores, pós-doutorandos e pós-doutores de diversas áreas do saber) em oito países (Brasil, Espanha, Portugal, Colômbia França, Holanda, Gales e Egito) e trata especificamente do estudo e da produção científica acerca da Literatura Produzida por Mulheres - tanto brasileiras como estrangeiras, pretéritas e atuais. Neste momento, foram lançados nossos primeiros dois e-books, com trinta e dois artigos e cinco ensaios em português, inglês e espanhol sobre as mais de trinta escritoras estudadas pelo Filhas de Avalon em sua primeira edição (que durou sete meses: de 13 de agosto de 2020 a 25 de março de 2021), publicação esta realizada em parceria com a Editora Diálogos no dia 16 de fevereiro de 2023. Iniciando-se como biógrafa, está escrevendo duas biografias concomitantemente: uma sobre sua avó (Maria Nazaré Saraiva Rabelo, educadora leiga rural de 1933 a 1972, no distrito de Juazeiro de Baixo, em Morada Nova-Ce, no 90 aniversário de sua prática docente) e outra sobre Miguel Ângelo de Azevedo (conhecido como Nirez, um importante intelectual cearense, pela comemoração de seus 90 anos em 2024). 

Downloads

Publicado

2024-02-16

Como Citar

Lopes, B. L. dos S., & Rabelo Câmara, Y. . (2024). A TRANSGRESSÃO DE ALBA VALDEZ AO SOCIALMENTE IMPOSTO E SUA LUTA PELA LIBERDADE E PELOS DIREITOS DAS MULHERES. Revista LiteralMENTE, 3(Especial), 49–63. Recuperado de https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rl/article/view/68673

Edição

Seção

DOSSIÊ “ESCRITORAS NORDESTINAS OFUSCADAS PELO CÂNONE LITERÁRIO BRASILEIRO"