HELONEIDA STUDART

A ESCRITA DE AUTORIA FEMININA COMO AGENTE DE UM MUNDO POSSÍVEL

Autores

Palavras-chave:

Autoria Feminina, Narrativa, Romance, Personagens, Heloneida Studart

Resumo

A escrita de autoria feminina há tempos vem ocupando espaços que outrora lhe foi negado. Nomes ignorados, desimportantizados e marginalizados como uma estratégia de silenciar as mulheres sobre seus viveres, suas experiências e identidades – dessa forma, contribuindo para o estabelecimento e manutenção dos padrões patriarcais e misóginos em que se baseia a sociedade brasileira. Escritoras como Heloneida Studart ocupam porque não pedem permissão para existir e, existindo, ampliam as discussões acerca dessa sociedade e sua atuação sobre as mulheres. Em seu Selo das despedidas, de 2000, o romance evidencia, a partir das vivências das personagens do clã das Nogueira Alencar, o adestramento ao que as mulheres estão sujeitas e a necessidade de ruptura desse adestramento. Assim, o intuito deste trabalho é evidenciar a relevância da produção dessa importante autora nordestina como voz dissonante, promotora de reflexões essenciais para o público leitor. Este artigo é, portanto, fruto de uma pesquisa básica, de abordagem qualitativa e objetivo exploratório e baseia-se em investigadoras e investigadores basilares para a área como Coelho (2002), Xavier (1991) e Zolin (2021). Esta nossa contribuição para a Academia soma-se às outras que analisam a fortuna crítica de Studart, servindo como objeto denunciante, como o é a escrita studartiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enedir Silva Santos, Secretaria Municipal da Educação de São José do Rio Preto - SP

Doutora em Estudos Literários pela UFMS/ Câmpus de Três Lagoas. Atualmente, exerce o cargo de Diretora escolar na rede municipal de São José do Rio Preto.

Downloads

Publicado

2024-03-08

Como Citar

Santos, E. S. (2024). HELONEIDA STUDART: A ESCRITA DE AUTORIA FEMININA COMO AGENTE DE UM MUNDO POSSÍVEL. Revista LiteralMENTE, 4(Especial), 150–163. Recuperado de https://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rl/article/view/68907

Edição

Seção

DOSSIÊ “ESCRITORAS NORDESTINAS OFUSCADAS PELO CÂNONE LITERÁRIO BRASILEIRO"